100 anos do ator Christopher Lee

Arte: Rômulo Ferreira

A mostra desta semana (23/05-27/05) homenageia o grande ator Christopher Lee, que no dia 27 de maio completaria o seu centenário. Além de ser um grande destaque pelas produções nas quais atuou, Lee era britânico e serviu na Força Aérea Britânica entre 1941 e 1946.

Sua carreira no teatro se iniciou desde cedo, através de personagens malfeitores. Seu primeiro personagem foi Rumpelstiltskin, antagonista do conto homônimo dos Irmãos Grimm. Lee ficou conhecido mundialmente interpretando o Conde Drácula, personagem que encarnou por diversas vezes pelos estúdios da britânica Hammer Film Productions. Foi vilão na franquia 007 interpretando o assassino Francisco Scaramanga. Atuou também na trilogia Senhor dos Anéis e em dois filmes da trilogia O Hobbit interpretando o personagem Saruman. Sua carreira também foi marcada pelos filmes dirigidos por Tim Burton, como A lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, A fantástica Fábrica de Chocolate e Sombras da Noite, além disso, emprestou a voz a personagens de A Noiva Cadáver e Alice no País das Maravilhas. Também atuou como Conde Dooku em Star Wars episódios II e III. Sua carreira foi bastante prolífica, com mais de 200 produções.

Quando a Segunda Guerra Mundial estourou, o ator ainda era um jovem. Como muitos da sua geração, ele foi convocado e lutou contra os nazistas. Em pouco tempo, passou a fazer parte do Ministry of Ungentlemanly Warfare, uma unidade de elite das forças especiais inglesas. Suas missões são classificadas como secretas até hoje em dia. Ian Flamming, o criador de James Bond, sugeriu que Lee ganhasse o papel principal na primeira adaptação para o cinema, uma vez que o ator era basicamente “um James Bond da vida real”. Contudo, ele acabou dando vida a um dos vilões no filme 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro. Seja lá quais foram suas aventuras secretas durante a guerra, Lee ganhou o título de cavaleiro da coroa britânica em 2009 e passou a ser chamado Sir Christopher Lee. Uma honraria para poucos. 

Não contente em viver o irmão do detetive mais famoso do mundo em em The Private Life of Sherlock Holmes,  Lee também viveu Sherlock em pessoa no longa Sherlock Holmes and the Deadly Necklace. E também foi Henry Baskerville, em O cão dos Baskervilles, uma das clássicas aventuras do detetive de Arthur Conan Doyle

Em 1920, ainda apenas um garoto, Lee conheceu o Príncipe Yusupov e o Gran-duque Dmitri Pavlovich, os assassinos do monge russo Rasputin (papel que ele viveria em 1966, no filme Rasputin the Mad Monk). Aos 17 anos, Christopher presenciou a morte de Eugen Weidmann em Paris, a última pessoa a ser guilhotinada em praça pública na França. Ele também foi o único membro do elenco de O senhor dos anéis a conhecer Tolkien em pessoa, quando o encontrou por acaso em um bar. Reza a lenda que, naquela mesa de bar, Tolkien deu sua bênção para que Lee vivesse o papel de Gandalf numa eventual adaptação da obra para os cinemas. 

Era casado com a ex-atriz e modelo dinamarquesa Gitte Lee, com quem teve uma filha, chamada Christina Erika Lee. O ator morreu no dia 7 de junho de 2015, aos 93 anos de idade no hospital Chelsea e Westminster, em Londres, onde estava internado por problemas de insuficiência cardíaca e respiratória.

Por: Mírian Sanves

Compartilhe em:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.